O Psicodrama (psyche = mente; drama = acção) foi criado no início do século XX em Viena (Áustria) por Jacob Levy Moreno. A inspiração foi o chamado ‘teatro de espontaneidade’ em que actores representavam em palco eventos do quotidiano ou notícias da imprensa sem um texto prévio. Moreno descobriu que a representação de uma personagem tem reflexos na própria experiência do indivíduo como mostrou no relato do caso Jorge e Bárbara, um primeiro modelo de terapia de casal.

Através do método psicodramático podem tratar-se situações clínicas individuais (psicoterapia de grupo) ou conflitos de grupo (sociodrama). As sessões seguem o procedimento em três etapas: aquecimento, dramatização e comentários. Os seus instrumentos são: o palco, o protagonista, o director, os egos auxiliares e o auditório.

Além do Psicodrama, Moreno é considerado o criador da Psicoterapia de Grupo e da Sociometria (método de investigação das ligações dentro de um grupo).

Em Portugal o Psicodrama tem sido difundido pela Sociedade Portuguesa de Psicodrama, associação fundada em 1986.