Mindfulness e Pânico

A ansiedade suaviza quando criamos um espaço entre nós e aquilo que estamos a experienciar. Segundo V. Frankl entre o estímulo e a resposta existe um espaço. Nele reside a nossa liberdade e o nosso poder de escolha ou resposta. Na nossa resposta reside o crescimento pessoal e a felicidade.

Quando reagimos de forma automática e não-consciente, os comportamentos cristalizam-se em hábitos que são prejudiciais para a nossa saúde. Consequentemente, estes padrões de reatividade aprofundam o nosso sofrimento ou distress (o mau stress). Aqui reside a importância de discernir claramente a diferença entre reagir de forma inconsciente e responder com Atenção Plena. Quando nos tornamos conscientes do momento presente ganhamos acesso a recursos que nem sabíamos existir. Podemos não ser capazes de alterar uma situação mas podemos, conscientemente, alterar a nossa resposta perante ela. Podemos escolher uma forma mais produtiva e construtiva de lidar com o stress em vez de nos deixarmos dominar e consumir por ele.

Em relação ao Pânico, quando se torna consciente que está a experienciar um ataque de pânico, pode começar a responder de uma forma a diminuir a intensidade em vez de inflamá-la ou alimentá-la. À medida que a sua prática de Atenção Plena se aprofunda, pode gradualmente prevenir a ocorrência dos ataques de pânico e sentir-se mais à vontade consigo próprio e com o espaço que ocupa no mundo.

Lembre-se, não existe outro lugar para estar, ou outra coisa que necessite fazer, do que estar Aqui e Agora.